Quinta-feira, 9 de fevereiro de 2023
Balneário Camboriú

IMA lança campanha educativa sobre animais domésticos nas Unidades de Conservação Estaduais

Com a proximidade do verão e o aumento do número de visitantes nas Unidades de Conservação Estaduais (UCs), o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina está lançando uma campanha contra o abandono de animais domésticos nos parques.

Com o slogan “Animal nativo vive na natureza, animal doméstico é bicho de casa. Cada um na sua, para o bem de todos!”, o IMA quer alertar a população de que o abandono de animais nos parques provoca um problema ambiental, causando conflitos entre as espécies, transmissão de doenças e ataques entre os animais.

Os maiores problemas ocorrem pelo instinto de caça dos gatos e cães que atacam aves, pequenos mamíferos, répteis, anfíbios, mas também podem formar grandes grupos, e atacar os animais maiores, além de transmitir doenças aos animais nativos. Até mesmo seu cheiro afasta a fauna que vive nos parques e reservas. Já os domésticos, quando abandonados, também podem ser atacados pelos animais nativos, ou ficarem doentes e passarem fome, por isso, o abandono de animais é considerado crime de maus tratos.

A bióloga Ana Cimardi, gerente de Biodiversidade e Florestas do IMA, informa que “chegam ao Centro de Triagem de Animais Silvestres terrestres gambás, corujas-buraqueiras, preás, tucanos, teiús, dentre outras espécies, atacados por animais domésticos. Sabemos que cada um de nós tem seu importante papel no planeta Terra, assim como cada planta, cada animal, porém cada um no seu lugar”.

O gerente de Áreas Naturais Protegidas, Aurélio Aguiar, destaca que “a presença de cães e gatos abandonados nos parques estaduais é um problema sério que ocorre em praticamente todas essas áreas e a solução deste problema depende da atitude de todos. Estes animais são sensíveis e sofrem tanto quanto nós. Então todos tem que fazer sua parte”.

Os cães e gatos não são nativos dos ecossistemas brasileiros. Os cães se originaram em regiões da Europa e da Ásia, e os gatos são originários de regiões da África e da Península Arábica. Atualmente, quase 50% dos domicílios do país possuem pelo menos um animal doméstico e muitas vezes esses animais não recebem o tratamento adequado para seu bem-estar.

Veja algumas dicas:

  • Pense bem antes de ter um animal de estimação e na responsabilidade que representa;
  • Mantenha seu animal de estimação em um ambiente adequado, dentro da sua residência ou quintal;
  • Utilize coleiras e guias para passear e não os solte em áreas naturais;
  • Consulte as regras do local antes de levar seu animal;
  • Mantenha o animalzinho vacinado e castrado;
  • E nunca abandone-os, o que é considerado crime!