Domingo, 14 de agosto de 2022
Balneário Camboriú

Programa Muito + discute vacinação de crianças contra covid-19

O Ministério da Saúde já iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19 em crianças para a faixa etária de 5 a 11 anos. 

Apesar da eficácia e segurança comprovadas, a vacinação contra a Covid-19 em crianças ainda têm gerado muitas dúvidas por parte dos pais e responsáveis. Por isso, a importância de adquirir sempre a informação correta. Pensando neste aspecto, o programa Muito + com Ju Pavan abordou o assunto com a participação de especialistas da área da infectologia e pediatria. O especial foi ao ar na última segunda-feira, 08. 

O infectologista Dr. Martoni Moura e Silva foi um dos convidados. Ele explica que, tanto para as crianças como adultos, a vacina é de extrema importância, já que diminui o período de transmissibilidade e a carga viral, protegendo as pessoas. “Na pandemia tudo virou polêmica, primeiro a incógnita se era mesmo grave ou não… Depois o tratamento e agora a vacina. No momento estamos caminhando para o final da pandemia, mas para isso precisamos que todos estejam protegidos através da vacina, inclusive as crianças”, complementa.

Martoni trouxe ainda dados que comprovam a importância da vacinação em crianças, considerando que hoje a covid-19 é a doença imunoprevenível que mais mata os pequenos. Até então foram registrados mais de 3.000 óbitos de crianças na faixa etária de 0 a 19 anos em todo o Brasil. “Além da covid-19 agora ainda surgiu também a Omicron e até a sub variante Omicron PA2, ainda mais infectante. Ou seja, se você não protege as suas crianças agora, não se sabe o que pode acontecer depois”, alerta. 

A médica pediatra Marlana Kusana, que também participou do programa, ressalta a importância dos profissionais de saúde acolherem as famílias quando se trata de entender melhor sobre a vacinação infantil. “É fundamental dar o máximo de segurança e informação para que a família se sinta segura e tenha certeza que essa é a melhor decisão para a saúde da criança”, analisa. 

Em Balneário Camboriú foram vacinadas até então 2.321 crianças entre 5 e 11 anos de idade, resultando em um percentual de apenas 21%. “A gente precisa se proteger. A vacina é um invento fabuloso, ela simula uma doença em você sem causar a doença. Os efeitos adversos da vacina são mínimos. Precisamos sim tomar a 1a dose, a 2a dose, dose de reforço e quantas forem necessárias para nos proteger”, finaliza o infectologista. 

 

Onde se vacinar?

 

A vacinação com Pfizer pediátrica em Balneário Camboriú ocorre, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h, na UBS Central (Rua 1.500, nº 1.100), na UBS Ariribá (Avenida dos Tucanos, nº 300) e na UBS Municípios (Rua Alfredo Wagner, s/n). A primeira dose de CoronaVac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos está disponibilizada em todas as Unidades Básicas de Saúde do município, durante a semana, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h.