Domingo, 4 de dezembro de 2022
Balneário Camboriú

Professores de Balneário Camboriú decidem manter estado de greve

Os profissionais da rede municipal de ensino de Balneário Camboriú decidiram continuar em estado de greve. A decisão foi tomada em assembleia geral da categoria, deliberada na noite desta terça-feira (21). Agora, além do reajuste salarial, melhorias no cartão alimentação e nas escolas do município, a categoria pede, também, uma reunião com o Prefeito Fabrício Oliveira para apresentar as pautas e reivindicações da educação. Um encontro estava programado para o dia 13 deste mês, mas o chefe do executivo desmarcou a reunião sem aviso prévio.

As mobilizações começaram no dia 2 de setembro, após os professores reivindicarem aumento de salário. Diversas manifestações foram feitas na Cidade, seguindo um cronograma de ações. A categoria sinalizou, ainda, paralisar as atividades no dia 27 deste mês.

uma nova reunião será agendada para definir a situação da categoria

Na semana passada, a Justiça determinou o repasse de 4,31% à categoria, e na justificativa da liminar, a magistrada Adriana de Lisboa, argumentou que o reajuste é garantido pela constituição.

Apesar de continuarem em estado de greve, a paralisação geral, prevista para o dia 27, ainda não está definida. De acordo com o sindicato dos servidores municipais de Balneário Camboriú, SISEMBC, essa manifestação ainda será deliberada em nova reunião, que ainda não tem data marcada.