Domingo, 14 de agosto de 2022
Balneário Camboriú

Moradores da Várzea do Ranchinho sofrem com falta de infraestrutura

Local é alvo de um impasse entre a prefeitura de Camboriú e a FUCAM.

Os moradores do bairro Várzea do Ranchinho, que fica às margens da BR 101, em Camboriú, enfrentam um problema grave, que já se estende por cerca de 3 décadas: a falta de planejamento e infraestrutura. O local tem poucas ruas asfaltadas, casas construídas de forma irregular e falta de acesso a serviços básicos, como energia elétrica.

O bairro foi fundado, em 1981. Na época, o loteador se preocupou em dividir os terrenos e mapear o local, sem a instalação de energia, sistema de esgoto ou mesmo a pavimentação das ruas. Porém, desde 1980, a legislação brasileira prevê que esses serviços devem ser oferecidos pelo fundador do bairro e não pelas prefeituras. A administração de Camboriú baseia-se nesta tese e pede que o loteador providencie esses serviços. Este, entretanto, está morto.

Outro grave problema é que parte do bairro está sobre uma APP (Área de Preservação Permanente). Com isso, a prefeitura nega-se em instalar recursos no local, já que os mesmos seriam irregulares. A partir disso, a própria população busca soluções, mas estas não são concluídas por conta de um impasse com a FUCAM.

Logo, o local encontra-se totalmente abandonado, sem as mínimas condições de habitação. O caso foi relatado no Pan News desta sexta-feira. Entenda:

https://www.facebook.com/TvLitoralPanorama/videos/291194802255734/

A Prefeitura de Camboriú não retornou as ligações da equipe da TV Litoral Panorama. Além disso, de acordo com a assessoria do prefeito Élcio Rogério, a prefeitura não pode resolver os problemas da comunidade em um “passe de mágica”.

O Pan News é exibido de segunda a sexta, às 12h15, na TV Litoral Panorama.